Quem Somos

QUINTA DO MOINHO 

- TURISMO DE NATUREZA -

Este é o lugar onde tudo começa. Quer sejam as suas férias de sonho... quer seja o início de vida a dois, com o seu copo de água à beira das margens do Mondego. A Quinta do Moinho é um espaço de sonhos e concretização dos mesmos.  


Artigos na Revista FUGAS do Jornal Público em 2011-08-20


Video Promocional da Quinta do Moinho:

A Quinta do Moinho é um complexo turístico, que iniciou a sua actividade no verão de 2008, com a vertente de Turismo de Natureza, é banhado pelo Rio Mondego em duas das suas margens.

Este espaço preserva a arquitectura rústica inserida numa envolvente paisagística natural aproveitando a beleza da vegetação e das árvores centenárias à beira-rio, tal como pode ser observado de um modo geral, nas imagens que se seguem, toda a envolvente da Quinta do Moinho.

A propriedade é banhada em duas das suas margens, onde se encontram duas açudes que são, de facto, o ex-líbris da envolvente, consideradas piscinas completamente naturais que a natureza traçou ao longo do tempo. Foram construídas há muitos anos, tendo surgido a partir da necessidade do aproveitamento de água para o moinho e de controlar o nível de água. 

A açude 1 encontra-se junto ao relvado, a 10 metros da Casa do Rio, a qual tem uma paisagem magnífica.
A açude 2, que se encontra um pouco mais acima da zona das casas é uma zona fantástica para relaxar, onde só se ouve a corrente da água e o chilrear das aves, que neste local existem as mais variadas espécies.
É um local adaptado para quem gosta de explorar os rios e subir ou descer a sua margem.

Existe ainda um moinho de água, em que foi aproveitada a levada da água para obter uma piscina natural, a pensar nas crianças e na tranquilidade dos seus pais. 

Juntamente com as casas que foram sendo reconstruidas nos últimos dois anos, formou-se este espaço magnífico quer pelo seu bem estar exterior como interior.

Não só no verão é agradável, devido às temperaturas e à água, claro. No inverno a beleza deste lugar é igualmente completa. Com um bom agasalho, caminhar ao longo das margem e ver a força da corrente, e ver nos meses de Dezembro e Janeiro, o rio com a sua superfície congelada, leva-nos em sonhos de criança transmitindo uma paz sem fim. 

Um marco antigo de especial interesse, é um galinheiro com as suas paredes em granito à vista e que suportam toda a estrutura em pedra da cobertura, o piso é em lajes de granito.
Era um precioso esconderijo para galinhas que queriam fugir das raposas!